19 de fevereiro de 2016

Meu primeiro amor



Você pode ler esse texto enquanto ouve The Only Exception, que tal?!

Eu, que vi o amor fazer minha mãe chorar, que desde criança não pude ver o amor nos olhos dos meus pais... Eu, que cheguei a achar que não precisaria de ninguém do meu lado para encontrar a plena felicidade, que pensei por muito tempo que o tal do amor não devia nem existir, ou que ele não era bom o suficiente, afinal, como alguma coisa que era pra ser boa podia deixar tanta gente tão triste? Eu, que, desde nova, congelei meu coração, porque depois de ver como o amor podia ser duro, não queria correr o risco de passar por aquilo. Eu, que agora vos falo, amo. Pela primeira vez, amo. E como amo. Amo com toda a força, com toda a alma, com todo o meu amor.

Eu, que nunca esperei, fui surpreendida pelo amor, que não pediu licença e, ainda assim, fez uma bagunça aqui dentro, e que bagunça... Fiquei perdida, não sabia para onde ir. Fui pega de surpresa e tomei um susto, como fiquei assustada... Fiquei com medo, quis fugir, me esconder, e principalmente, não queria aceitar, não podia. Afinal, seria oficial que eu estava amando a partir do momento que eu admitisse pra mim mesma que amava. E eu não queria amar, não queria descongelar o gelo que era meu coração. Nessa altura, já não adiantava mais, já não tinha o que "querer". O amor me escolheu, mesmo eu não escolhendo à ele. 

Quando notei que não tinha volta, me joguei de cabeça. Me joguei de cabeça e cai dura. Chorei, sofri. Muito. Mais do que pensei que alguém poderia sofrer. Doeu mais do que eu pensei que podia doer. Doeu até eu quase não aguentar mais. "Isso sempre acontece" era a frase que não saia da minha mente. Eu pensava no que tinha visto da dor do amor em casa, o que tinha visto em filmes, o que vi na TV. Não adianta, o amor nos engana. Nos escolhe e depois desescolhe. E você não pode fazer absolutamente nada. E então o amor te chama mais uma vez. E você responde, com todo o coração, de novo.

No meu caso, o amor me levou duas vezes à mesma pessoa. O meu primeiro amor. Aquele mesmo que me fez chorar, que me fez sofrer. Falando assim, parece besteira e difícil de acreditar que esse amor duraria, que valeria. E valeu. E vale. E dura. E amo. O amor me levou duas vezes à ele, e o trouxe duas vezes à mim. Nos juntou, nos separou e, ainda não satisfeito, nos colocou juntos novamente. Juntos, de mãos dadas, para encontrarmos a felicidade. Juntos, para me mostrar que o amor existe e que ele pode ser bom, para me mostrar que o amor dura e que ele persiste, que ele passa por momentos bons e também passa por momentos ruins. O amor supera, o amor perdoa. E ensina a gente a perdoar. E ensina a gente a amar.

Para mim, que não acreditava, que não fazia questão, que não procurava, o amor trouxe uma pessoa incrível para ter meu lado, para ser meu companheiro, meu amigo. Me trouxe alguém pra confiar, pra poder contar. Me trouxe alguém que me ensinou que o amor existe e que ele dura e que ele luta e que ele não desiste, alguém que me fez acreditar que valia a pena amar. Trouxe, duas vezes, o meu primeiro amor e, acredito que também, o último.

----------------------------------------------------------------------------------------------------
JUNTEI IDEIAS DE DOIS GRUPOS MARAVILHOSOS PARA ME AJUDAR NESSE POST.
OBRIGADA, 1.000 MÚSICAS E 642 COISAS. ♡

6 comentários:

  1. "O amor supera, o amor perdoa". Que texto maravilhoso. Parabéns, você escreve muito bem!
    Beijooo,
    www.docecyn.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, de coração <3 não sou muito segura quanto a minha escrita, mas esse texto fluiu tanto que decidi postar, na cara e coragem. Beijos!

      Excluir
  2. Tô apaixonada, sério... Você arrasa <3

    ResponderExcluir
  3. Ai caramba, que lindo! Sério! Sem palavras! Este sentimento tão intenso que nos leva às alturas mas também nos tira o chão. Tão gostoso sentir o amor e principalmente quando se é amada em troca ❤️

    beijinhos de luz divônica! E felicidades eterna ao casal!
    www.lealbuquerque.com

    

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lindaaaa!!! é maravilhoso mesmo, ainda mais quando vêm de surpresa, não existe nada mais puro. a gente pode quebrar a cara, mas sempre quer de novo, quer mais... obrigada Le <3 muitas felicidades pra você sempre também, adoro te ver por aqui! beijinhos de luzzzzzz e muito amor!!!!

      Excluir

2015-2016 ♡ feito com amor por euzinha (voltar ao topo)